Cancer X Obesidade

A evidência para uma ligação entre o câncer e obesidade e sobrepeso:

Muitas evidências sugerem que a obesidade e o excesso de peso têm um papel importante no câncer. Obesidade e sobrepeso têm sido associados a aumento do risco de câncer de rim em homens e mulheres (duas vezes maior risco relativo), e nas mulheres, câncer de endométrio (uma e meia vezes o risco relativo) e câncer de mama na pós-menopausa (dobra risco relativo). Crescentes evidências sugerem que o sobrepeso e a obesidade também estão associados com um risco aumentado de câncer colo-retal, câncer de vesícula biliar, e talvez mais modestamente, o risco de câncer de tireóide em mulheres.

Para o câncer colo-retal, o efeito da obesidade e do excesso de peso em risco pode ser em parte devido à baixa atividade física, como prova consistente existe um forte efeito protetor da atividade física contra o câncer colo-retal. Estudos recentes sugerem que o sobrepeso e a obesidade podem também desempenhar um papel no aumento da incidência de alguns tipos de câncer de esôfago, possivelmente através da associação da obesidade com refluxo gástrico. Para o risco de câncer de próstata resultados mais consistentes vêm de estudos recentes sobre fatores biológicos que estão mais diretamente associados a aspectos específicos da composição corporal (por exemplo, o total de gordura).

Para outros tipos de câncer, em geral, muito poucos estudos têm sido conduzidos para tirar conclusões sobre a relação entre obesidade e risco de desenvolvimento da doença. Entretanto, a pesquisa experimental forte em modelos animais de desenvolvimento de câncer e progressão da doença tem mostrado que a manutenção adequada e não o tamanho do corpo acima do peso pode retardar o desenvolvimento de câncer. Se isto pode ser conseguido em humanos não foi avaliada em estudos prospectivos randomizados.

Tendências em câncer relacionados com a obesidade:

Tabela1. Estimativas para à incidência de novos casos de câncer ligado à obesidade em mulheres:
Os novos casos somam 51%, divididos em:
Tipos de câncer
Número de novos casos
2% tireóide
15.800
6% câncer de útero
39.300
12% câncer coloretal
75.700
31% câncer da mama
203.500
E.U.A. 2002, American Cancer Society’s.
Tabela2. Estimativas para à incidência de novos casos de câncer ligado à obesidade em homens:
Os novos casos somam 14%, divididos em:
Tipos de câncer
Número de novos casos
3% câncer de rim
19.100
11% câncer de coloretal
72.600
E.U.A. 2002, American Cancer Society’s.
Tabela3. Mortalidade do câncer ligado à obesidade em mulheres:
Mortes por câncer entre mulheres são 28% do total:
Tipos de câncer
Número de óbitos
2% câncer de útero
6.600
11% câncer coloretal
28.800
15% câncer da mama
39.600
E.U.A. 2002, American Cancer Society’s.
Tabela4. Mortalidade do câncer ligado à obesidade em homens:
Mortes por câncer entre homens são 13% do total:
Tipos de câncer
Número de óbitos em 2002
3% câncer de rim
7.200
10% câncer de coloretal
27.800 óbitos
E.U.A. 2002, American Cancer Society’s.

Taxas de mortalidade do câncer e obesidade:

Avaliar a influência da obesidade na sobrevivência do cancer é complicado por uma série de fatores, incluindo variações nos esquemas de tratamento e integralidade do follow-up do estado vital. Para a maioria dos tipos de câncer, há poucos dados sobre este tema, com exceção do câncer de mama. A maioria dos estudos da obesidade e da sobrevivência do câncer da mama, mas não todos, sugerem que as mulheres obesas têm menor probabilidade de sobrevivência do que as mulheres mais magras.

Em geral, embora os mecanismos subjacentes à relação entre a obesidade carcinogênese não são totalmente compreendidas, existem evidências suficientes para apoiar recomendações que adultos e crianças a manter um peso razoável para a sua altura e idade para benefícios de saúde vários, inclusive diminuindo o risco de câncer.

Fonte: http://www.obesity.org/information/cancer_obesity.asp

24/03/2010

Publicações Recomendadas