Perfil de Disbiose – Disfunção Intestinal

A Disbiose intestinal contribui para muitos problemas de saúde, variando entre Síndrome do Intestino Irritável, acne, alergias alimentares, fadiga crônica e depressão.

O Perfil Orgânico de Disbiose mede os subprodutos dos organismos microbiais que são excretados na urina, tornando-os particularmente úteis na detecção da presença de crescimento microbial excessivo patogênico.
Solicitado separadamente o Perfil Orgânico de Disbiose permite avaliar o crescimento microbial excessivo, orientar e controlar a terapia.
Embora o exame de fezes seja o método tradicional para diagnosticar a disbiose, existe um aumento de evidências de que a microbiota das fezes não reflete a situação do colón, resultando em um alto grau de falsos negativos e grande potencial de perder situação de disbiose clinicamente significante. Em adição a uma grande quantidade de informações a respeito do metabolismo humano, a urina contém produtos únicos do metabolismo microbial. Com a exceção do hipurato, os compostos medidos no Perfil Orgânico de Disbiose não são produzidos normalmente por células humanas. Microorganismos intestinais hostis, contudo, podem fabricá-los em quantidades relativamente altas. Esses compostos são absorvidos do intestino para o sangue e eventualmente aparecem na urina.
O crescimento microbial excessivo pode levar a vários sintomas, devido às reações de produtos tóxicos produzidos por bactérias, parasitas ou fungos. Vários padrões de compostos aparecem elevados em condições de crescimento microbial geral excessivo.

Efeitos clínicos podem ser diversos, como:

-Distúrbio de comportamento
-Fadiga crônica
-Depressão
-Dor de cabeça
-Disfunção imunológica
-Insônia
-Dores articulares
-Síndrome do Intestino Irritável
-Distúrbio de aprendizado
-Deficiências nutricionais
-Distúrbio de pele

Características do Perfil Organix™ de Disbiose:

1. Amostra de urina colhida pela manhã, resultando numa aceitação melhor do paciente que o exame de fezes.
2. Discernimento entre classes microbiais, permitindo terapias mais focadas.
3. D-arabinitol, um marcador específico para Candida SP.
4. D-lactato, um indicador de crescimento excessivo de L.acidófilos e malabsorção de carboidrato.
5. Como componente, o Perfil Orgânico (Organix™) pode ser usado como um acompanhamento para controlar as terapias.
evidências

Publicações Recentes