Suplementação de Nutrientes

Os minerais tem papel importante no metabolismo. A sua falta ou excesso tem como consequência o aparecimento de sinais e sintomas que são o primeiro aviso do desenvolvimento de doenças. A simples adequação da ingestão destes elementos ou em alguns casos suplementação pode evitar o aparecimento de doenças e melhorar a qualidade de vida.

Dispomos de exames que identificam a necessidade individual de vitaminas e minerais.

Consulte um médico ou nutricionista antes de tomar qualquer suplemento.

Tabela 1. Deficiência e toxicidade de Minerais.

Elemento Deficiência Toxicidade
Causa Sinais e sintomas Sinais e sintomas
Cálcio Ingestão diminuída, má absorção, insuficiência renal, problemas na tireóide, retirada da tireóide, medicações (heparina e glucagon) hipovitaminose D, alta ingestão de sódio. Câimbra, osteomalacia, arritmia, pele seca, unhas frágeis, alterações de humor como irritabilidade ou depressão. Anorexia, constipação, náusea e vômito, confusão, depressão, fadiga, poliúria, arritmia, desidratação.
Magnésio Ingestão diminuída, má absorção, alcoolismo, problemas nos túbulos renais, Aldosteronismo, hipertireoidismo, medicação(diuréticos). Espasmos musculares, Fraqueza, arritmias, irritabilidade, convulsões, pouco crescimento, insônia, depressão, hipertensão, doenças cardiovasculares. Náusea, vômito, hipotensão, fraqueza, hiporeflexia, confusão, letargia, diminui a taxa respiratória e cardíaca.
Potássio Ingestão diminuída, vômito, diarréia, perdas renais, diuréticos, Aldosteronismo, Síndrome de Cushing, falência cardíaca. Fraqueza muscular, arritmia, hipertensão. Parestesia (sensações cutâneas), confusão, arritmia, depressão cardíaca, fraqueza, náusea, dor abdominal, diarréia.
Ferro Ingestão diminuída, perdas sanguíneas, aumento das necessidades. Anemia, fadiga, depressão, palpitação, taquicardia. Cirrose, falência do coração, pigmentação da pele, diabetes, artropatia, fezes escuras, náusea, vomito, letargia, diminuição na freqüência cardíaca, hipotensão, dispnéia, coma.
Zinco Ingestão diminuída, má absorção, acrodermatite enteropática, diarréia, doença falciforme, grávidez. Erupções, anorexia, letargia, retardo no crescimento, alopecia, diminuição da imunidade, cicatrização lenta, alteração no paladar, cegueira noturna, hipotireoidismo funcional. Deficiência de cobre, imunidade diminuída.
Cobre Ingestão diminuída, má absorção. Anemia, diminuição no número de neutrófilos circulantes(neutropenia). Náusea, vômito, necrose hepática, dor abdominal, esplenomegalia, icterícia, fraqueza, tremores nas mãos e braços, movimento lento, fala prejudicada.
Manganês Ingestão diminuída, má absorção. Hipercolesterolemia, perda de peso. Alucinações, dano neural.
Selênio Ingestão diminuída, má absorção. Cardiomiopatia, osteopatia, diminuição nas células imunes, hipotireoidismo funcional. Cabelos e unhas frágeis, perda de cabelo, fadiga, neuropatia periférica, erupções, hálito de alho e irritabilidade.
Molibdênio Ingestão diminuída, má absorção. Irregularidades no metabolismo do enxofre, distúrbios mentais, coma. Deficiência de cobre, metabolismo dos nucleotídeos alterado, gota, stress oxidativo.
Cromo Ingestão diminuída, má absorção. Intolerância à glicose, compulsão por açúcar. Nenhum.
Iodo Ingestão diminuída ou conversão prejudicada. Neurológico, desenvolvimento, reprodutivo. Distúrbios nos níveis de hormônios da tireóide.
Na Ingestão diminuída Sódio sérico menor que 135mEq/L Dor de cabeça, náuseas, tontura, cãibras, hipotensão. Interfere no aproveitamento do cálcio, Aumento da pressão arterial, doenças renais, interfere no funcionamento da tireóide pelo excesso de iodo.
Publicações Recentes